X práticas sustentáveis para aplicar na construção civil

práticas sustentáveis

Práticas sustentáveis com o passar do tempo a sociedade passou a prestar mais atenção no que é feito com os recursos, de maneira que a sustentabilidade tem ganhado cada vez mais foco na hora de considerar qualquer plano pessoal ou comercial, e a construção civil não fica de fora. Confira 8 práticas sustentáveis para aplicar na sua obra.

Escolha os materiais sabiamente

A escolha de materiais é uma etapa importante do projeto, pois é necessário tomar decisões sábias que representem a maior qualidade possível pelo preço mais competitivo, para não comprometer o orçamento da obra. Normalmente os materiais de baixo impacto ambiental são ignorados por terem um custo um pouco mais elevado que os comuns, no entanto, eles costumam ser mais duráveis e exigem menos manutenção.

materiais biodegradáveis que causam muito pouco impacto no ambiente, e que são muito utilizados pela arquitetura devido ao seu efeito visual na edificação, conheça brevemente quais são:

  • Cortiça: Ela é retirada do tronco da árvore de maneira que a planta não é prejudicada, como uma colheita propriamente dita. Esse material é muito utilizado para isolamento acústico e auxilia no combate a incêndios, uma vez que retarda o avanço das chamas.
  • Bambu: Já é muito conhecido pelos arquitetos pela sua resistência a choques mecânicos. Quando ele é colhido, a planta se regenera muito rapidamente, crescendo mais de um metro diariamente.
  • Linóleo: É um revestimento popular muito popular, mas poucas pessoas sabem que é biodegradável. A sua fabricação envolve poucos aditivos químicos, sendo basicamente produzido a partir de óleos e resinas naturais.

2. Gestão de resíduos e reciclagem

É necessário ter um olhar atento aos resíduos gerados desde as primeiras etapas do projeto. O arquiteto, por exemplo, deve pensar maneira de incentivar o descarte correto de produtos, como um ambiente específico para o armazenamento do material produzido dentro do prédio quando ele já estiver em funcionamento.

Os colaboradores que trabalham de fato na construção, devem ser conscientizados sobre o bom uso dos recursos disponíveis, isso se reflete diretamente nos custos, gerando economia no canteiro de obras.

Realizar um bom planejamento de obra é uma das maneiras mais eficientes de fiscalizar e gerenciar o bom uso dos materiais e máquinas essenciais para a edificação do projeto.

3. Consumo de energia

O mundo em geral passa uma crise energética, em que as necessidades estão crescendo enquanto o potencial de produção se mantém o mesmo. A grande aposta está em fontes renováveis, uma vez que não se esgotam nem apresentam impactos significativos ao meio ambiente.

O uso de painéis solares, pequenas turbinas eólicas e sistemas que coletam a água da chuva já são uma realidade presente em diversos países que investem pesado em novas fontes de energia, e se espalham pelo mundo por representar uma redução significativa de gastos.

O arquiteto responsável pelo projeto deve pensar em maneira de aproveitar a iluminação natural como ferramenta para combater o consumo excessivo de energia, considerando diversos fatores, como a região geográfica em que a construção será realizada e quantas horas de sol o lugar irá receber quando estiver concluído, garantindo a máxima eficiência.

4. Isolamento térmico adequado

Isolar o ambiente termicamente significa que, uma vez a temperatura ideal estabelecida no ambiente, os equipamentos podem ser desligados que ela só irá variar significativamente após um longo período, tanto no inverno quanto no verão.

O ar condicionado e o aquecedor são os dois campeões no consumo de energia elétrica, e são utilizados em larga escala nas residências e ambientes corporativos. O uso de bons materiais e técnicas para produzir o melhor isolamento térmico é uma das maneiras de reduzir o uso de equipamentos de climatização.

Powered by Rock Convert

5. Telhado verde

Essa técnica já é muito utilizada há muitos séculos em alguns países europeus, pois o seu resultado é notado de cara. É uma excelente estratégia de isolamento térmico e acústico.

O efeito visual gerado pelo telhado verde chama a atenção, e a captação de água é feita de maneira muito mais efetiva, uma vez que uma grande área é coberta por uma vegetação que filtra a água para usos gerais, como em banheiros e higienização de ambientes externos.

6. Uso consciente da água

Os recursos hídricos são os mais críticos em todo o mundo quando se debate a gestão correta para atingir a sustentabilidade. Na construção civil é necessário ter esse cuidado, pois a água é um dos materiais mais utilizados em todo o processo.

A instalação de calhas durante a construção é uma das maneiras de captar a água da chuva e armazenar para uso posterior. Além da prática, cortar gastos é extremamente benéfico para a região em torno de um canteiro de obra.

Evitar que o imenso volume utilizado na construção seja jogado diretamente em via pública, significa reduzir os riscos de enchentes em períodos de chuva. Vale lembrar que o tratamento correto de água e esgoto também deve ser feito antes do descarte, para impedir contaminações dos funcionários e da população em torno.

7. Ventilação adequada

Os cuidados com a edificação devem ser tomados mesmo após a finalização, e a ventilação do ambiente é um fator crucial, uma vez que influencia diretamente na umidade do ar e alguns outros índices que impactam diretamente na estrutura, como a corrosão de materiais, por exemplo.

Garantindo a integridade da obra, menos manutenções são necessárias, reduzindo os gastos de quem contratou o serviço, e o impacto ambiental que é gerado pelo processo.

8. Projeto inicial adequado

Grande parte dessas práticas estão intimamente ligadas ao projeto em si, mas há ainda outras maneiras que o arquiteto pode contribuir para garantir a sustentabilidade na construção civil, como o uso de cores claras, que refletem a luz com mais intensidade, contribuindo diretamente no controle da temperatura e gasto de energia.

Essas foram apenas algumas dicas práticas, mas cada projeto é único e irá mostrar os próprios meios de combater o desperdício e os impactos ambientais. Tome cuidado em todas as etapas, pois a sustentabilidade deve estar no seu foco em todos os momentos da construção, desde o primeiro rascunho do arquiteto, até a entrega da obra finalizada para o cliente.

Ainda não usa o Orcafascio.com para elaborar orçamentos de suas obras? Solicite uma demonstração GRÁTIS e ganhe 7 dias para testar.

Fale com um especialista Orcafascio

😁 Gostou? Deixe seus comentários.