Tipos de Lajes: Conheça as principais diferenças

Tipos de Lajes: Conheça as principais diferenças

Powered by Rock Convert

A laje é uma estrutura fundamental dentro de qualquer obra na construção civil. Ela irá oferecer robustez, resistência e segurança para a construção e para todos os seus usuários ou moradores. Em alguns casos, a laje serve ainda como um fator estético para o projeto arquitetônico.

Sendo tão importante e abrindo tantas possibilidades de projeto e manuseio, é natural que existam vários tipos de lajes para quem quer começar uma construção. Neste artigo, apresentaremos alguns dos principais tipos de laje e quais as suas diferenças mais importantes. A laje serve de forro e sustentação para o telhado, mesmo que sua cobertura seja construída com telhas de concreto, cerâmica ou fibrocimento. Veja!

O que é uma laje?

Definindo a laje: ela é uma superfície plana, feita de concreto, cujo principal uso é estrutural: ajuda a manter a obra em pé, permite construções sobre ela, dá forro e proteção ao que está embaixo. Ela pode ser apoiada sobre vigas ou diretamente sobre os pilares. Podemos dividir as lajes em dois principais tipos: as lajes maciças e as pré-fabricadas (ou pré-moldadas). Nos próximos parágrafos você conhecerá um pouco mais sobre cada um destes modelos.

Lajes maciças

As lajes maciças são um dos tipos mais comuns da laje, e é usada tanto em grandes como pequenas construções. Neste modelo, toda a laje é construída e moldada no local da obra, por isso é também chamada de “moldada in loco”. Para isso, são usadas formas feitas de tábuas de madeira para moldar todas as dimensões desejadas para a laje. Depois disso, estas formas são completamente preenchidas com concreto. Normalmente, são inseridos vergalhões de ferro dentro da formas, o que deixa a estrutura mais resistente.

Esse tipo de laje tem uma alta resistência a trincas e fissuras, com maior praticidade na instalação em grandes vãos. Permite também um acabamento liso na parte de dentro. Entretanto, é uma laje mais pesada, exigindo uma estrutura mais forte, e também pode custar mais caro de fazer. Podemos dividir as lajes maciças em dois tipos:

Laje comum: uma laje bastante simples. O concreto é apoiado nas vigas da construção, tendo tanto a parte exterior como inferior com superfícies lisas.

Laje “cogumelo”: esse tipo ainda se assemelha com as lajes simples, entretanto, neste tipo a laje é apoiada diretamente sobre os pilares da construção, e não sobre as vigas, o que permite mais flexibilidade no projeto dos cômodos.

Entretanto, é necessário tomar cuidado para que o pilar não “fure” a laje – como todo o peso da laje está apoiado sobre apenas um pilar, em algumas obras mal projetadas, a laje começa a abaixar e o pilar não a sustenta, transpassando o concreto da superfície plana. Para evitar este efeito, a parte do pilar que fica em contato direto com a laje precisa ter sua superfície aumentada com mais barras de ferro e/ou concreto.

Lajes “caixão perdido”, ou lajes “nervuradas” – o tipo de laje mais comum em construções mais antigas. Estas lajes usam um conjunto laje viga laje, fazendo a estrutura que se assemelha a nervos. Com essa estrutura, é possível vencer grandes vãos e com isso, eliminar paredes e diminuir a necessidade de vigas, aumentando a eficiência da construção.

Entretanto, cria-se um vão inútil entre a camada inferior e a superior da laje – vão este chamado de “caixão perdido”. Tem menos custo de produção, ocupa menos espaço e é mais leve, porém menos resistente e mais propensa a rachaduras com o tempo.

Powered by Rock Convert

Existem ainda lajes duplas e mistas, tipos menos usados na construção de residências, que não serão mencionadas neste artigo.

Lajes pré-moldadas

As lajes pré-moldadas levam este nome porque elas são fabricadas e estão prontas, ou semi-prontas, antes mesmo de chegar ao local da construção. São peças formadas por concreto e vergalhões em diferentes formatos para ser instaladas na obra. Como principal vantagem, este tipo de laje custa menos e também apresenta bastante praticidade para ser colocada. Elencamos como “contras” o fato de que as lajes pré-moldadas podem ser menos resistentes ou mais propensas a fissuras, além de possíveis dificuldades com o acabamento. Entretanto, em um projeto bem-feito, a laje pré-moldada não apresenta problemas.

Veja agora os diferentes tipos de lajes pré-moldadas que podem ser utilizadas na sua residência.

Laje treliçada com lajotas de cerâmica – das lajes pré-moldadas, este é o tipo mais básico e o mais rentável para vãos pequenos a ser cobertos. É formada de vigotas estreitas e compridas, acopladas a uma treliça feita de metal que é encaixada lado a lado. Sobre as vigotas são colocadas as lajotas, estas feitas de cerâmica. O conjunto é então concretado e se torna resistente. É o tipo mais usado para pequenas residências populares.

Lajes de treliça com isopor – um tipo bastante parecido com o descrito no item anterior. É um tipo de fácil manuseio, em que a instalação de conduítes também é facilitada, pois ao invés de lajotas, utiliza-se isopor na estrutura que é então concretada. Entretanto, acabamento com reboco e chapisco exige preparação com outros produtos.

Lajes de painel com treliças – este é um tipo mais caro de laje, mas que apresenta grande resistência, pode vencer vãos maiores e ainda pode permitir que seja instalada sem acabamento na parte interior, uma vez que seu visual é bastante estiloso. Aqui não são usadas vigotas, mais painéis mais largos que se encaixam e viram, eles mesmos, a forma para o concreto. Com isso, é necessário menos madeira para escorar, agilizando o processo de instalação.

Ainda há outros tipos de lajes bem menos usadas em residências e sim em projetos maiores, mas que ainda merecem menção. Algumas delas são as lajes alveolares, as lajes “danoninho” e as lajes com pranchas metálicas, chamadas de Steel Deck, entre outras.

A escolha da laje mais adequada depende do tamanho do vão, das características estruturais e dos detalhes arquitetônicos de sua obra. Por isso, converse com sua equipe de profissionais e escolha qual a opção mais econômica, eficiente e bonita para o seu projeto residencial.

Ainda não usa o Orcafascio.com para elaborar orçamentos de suas obras? Solicite uma demonstração GRÁTIS e ganhe 7 dias para testar.

Fale com um especialista Orcafascio

😁 Gostou? Deixe seus comentários.