Desonerado e não desonerado, qual a diferença?

Orçamento de Obras
Desonerado e não desonerado
Powered by Rock Convert

Nós últimos anos uma dúvida surgiu na cabeça dos orçamentistas, principalmente naqueles que estão no início carreira – qual tabela de preços devo usar em meus orçamentos de obras, desonerada ou não desonerada?

A lei estabelecia que 20% do salário dos funcionário com carteira assinada era destinado a previdência social (INSS). Para estimular a economia indústria o governo federal permitiu a desoneração da folha de pagamento, a partir da Lei nº 12.546/2011 o empresário poderia optar por pagar de 1 à 2% em cima do valor da receita bruta.

Em 31 de agosto de 2015 a então presidente Dilma Rouseff fez alteração, através da lei 13.161, onde aumentou a alíquota de tributação de 2% para 4,5%.

As principais tabelas construção civil, SINAPI e SICRO, possuem tanto desonerada quanto não desonerada.

Powered by Rock Convert

A partir de uma avaliação você poderá optar por uma ou outra lembrando que deve informar ao governo sua opção, existe dois casos que a desoneração deixa de ser uma vantagem:

Quando você terceiriza sua mão de obra;
Empresas construtoras que também são incorporadoras, onde a contribuição substitutiva incide sobre a receita da venda de imóveis além da venda de serviços.

Em resumo as tabelas que não tem desoneração são passiveis de recolhimento de 20% em cima do valor da mão de obra e as tabelas

Este artigo foi útil? Deixe seu comentário, adoramos tirar dúvidas!

Sistema de orçamento de obras Orçafascio

Sistema de orçamento de obras com tabela SINAPI

Compartilhar

Posts relacionados

Posts em destaque

Menu