Como controlar melhor os custos da minha obra?

Powered by Rock Convert

10 preciosas dicas para você reduzir ao máximo os gastos com sua obra.

Construir um novo empreendimento, seja ele residencial ou comercial, envolve uma série de fatores. O principal, é claro, está ligado aos gastos a serem empregados no desenvolvimento do projeto, compra de material, execução e acabamento. Cada etapa da obra consume uma série de recursos e imprevistos podem surgir no meio do caminho, visto que não dá para antecipar todos os elementos que comporão o empreendimento. Por isso, se faz cada vez mais necessário o controle de custos de quem vai investir numa obra.

São vários fatores que te ajudarão a fechar a torneira que derrama seu dinheiro. Entre eles estão um planejamento minucioso, gestão de recursos através de programas e planilhas, investimento em tecnologia, além da capacidade de antever algumas situações típicas da construção civil. Por isso trouxemos uma série de dicas que irão te ajudar a economizar na obra – e com os excedentes que não fogem do seu bolso, poderá investir em outras coisas, como a mobília do local.

1. O planejamento é decisivo
Não há como começar uma obra sem ter tudo planejado: projeto arquitetônico, equipe de trabalho, quantidade de materiais, tempo para execução da obra e valor estimado de todo o processo. Este passo é importantíssimo para reduzir custos, pois ele mostrará, num primeiro momento, quanto você terá que empregar para que possa executar a obra. Trabalhe com um valor e deixe uma reserva, cerca de 10%, para arcar com excedentes.

2. Tenha uma planilha ou programa com todos os gastos discriminados
Do começo ao final do projeto você precisará saber exatamente quanto gastou durante o período. Mais que isso é acompanhar todo custo durante a execução do empreendimento. Por isso, tenha uma planilha (o Excel pode cumprir bem esta função), um programa e/ou software que faça a gestão de todos os gastos, dos maiores aos menores, sem esquecer nenhum.

Como nas empresas, a análise minuciosa dos custos mostrará se algum ‘setor’ do empreendimento está custando mais que o previsto. E isso pode estar na palma da sua mão: os smartphones e dispositivos móveis de alto desempenho, atualmente, têm aplicativos fáceis de lidar que te ajudarão no processo.

3. Tenha uma equipe profissional e alinhada com o seu projeto
Agilidade, preço acessível e boa qualidade da obra. Isto é o que todos querem. Mas, muitas vezes, podemos escolher apenas dois. Isso é uma lenda que se tornou comum: é possível economizar com um trabalho barato e bem feito. Mas, aí caberá a sua expertise de contratar os profissionais que estejam mais alinhados com o seu projeto. Isso facilita, principalmente, a comunicação entre você e o mestre de obras, encurtando processos e agilizando sua obra.

Peça referências e crie uma proposta que fique bom para ambos – principalmente para o seu bolso.

4. Invista em produtividade
Muito do excedente gasto em obras é pela produtividade abaixo do esperado. Este item está ligado ao anterior, na hora de contratar uma equipe de bons profissionais. Ferramentas e sistemas de produtividade podem ser seus aliados para organizar o cronograma e baratear os processos.

5. Pesquise os valores dos materiais
Parece algo banal, que todos sabem, certo? Errado. Este equívoco é até cometido pela maioria das pessoas que, convencidas por um desconto na compra de parte do material ou por indicações de terceiros adquirem itens que talvez não sejam tão atraentes assim. É preciso ser minucioso nesse processo, comprando o material em quantas lojas forem necessárias. A economia pode chegar até 30%.

6. Tenha controle sobre os materiais
Os canteiros de obras podem ser lugares perigosos para deixar os materiais da sua obra. Eles sofrem com a incidência de chuvas e dos raios solares, além da possibilidade de roubo – que é mais comum do que imaginamos. Por isso, tenha um estoque específico para deixar todos os materiais seguros e evitar custos na recompra dos mesmos.

Powered by Rock Convert

Também saiba exatamente quanto gastou na sua planilha, pois assim excessos cobrados pelo mestre-de- obras serão evidentes. Os fabricantes são bons aliados para te mostrar a melhor forma de fazer o estoque dos materiais.

7. Esteja presente durante a obra
Outra forma de economizar é mostrar que você está preocupado com o seu empreendimento. Exija um canteiro de obras organizado, para evitar a perda de materiais. Esteja presente, mostrando aos trabalhadores que você está acompanhando as etapas. É importante não interferir em processos técnicos que não entenda, para não minar o trabalho dos funcionários – ou seja, sempre incentive e motive as pessoas, valorizando sua função. Isto aumenta a produtividade, diminui o tempo e reduz gastos.

8. Até o clima influencia
Períodos chuvosos fazem com que a obra seja realizada de forma mais lenta e, dessa forma, mais custosa. Por isso, escolha um período com menos chuvas para que a obra seja entregue o quanto antes. Em alguns estados do Brasil é importante se preocupar com o frio, como no Sul ou com o calor, no Norte.

9. Controle de restos de obra também afeta seu bolso
Reaproveitar os inúmeros resíduos que sobram na sua obra pode ser outro indicador de economia e gestão saudável de recursos. Saiba qual o destino correto de cada material, pensando de forma sustentável. Crie um sistema de reaproveitamento de vários materiais como aço, madeira, pedra, argamassa, concreto, entre outros. Países como o Japão, por exemplo, tem um desperdício 120 vezes menor que o Brasil.

10. Gaste com o necessário e evite transtornos

Quando a obra está finalizada, a preocupação com os gastos está encerrada. Este é um erro comum de muitas pessoas, pois ainda haverá custos com manutenção. Por isso é necessário que você economize durante as etapas da obra, mas não feche o bolso para ter um empreendimento de qualidade. Redução radical dos gastos e a não compra de determinados materiais podem fazer com que a economia que você fez agora, torne-se muito mais cara na frente. Por isso, reduzir os custos é apostar na qualidade do projeto.

Com essas dicas seu empreendimento gerará uma economia evidente e que poderá ser destinada a outros setores. Tenha um planejamento que vá do início ao fim da sua obra, com os gastos expressos em planilhas e aplicativos, sempre presente na obra e com profissionais de qualidade. Assim, seu empreendimento, além de ser barato, será exemplo para outros construtores.

Ainda não usa o Orcafascio.com para elaborar orçamentos de suas obras? Solicite uma demonstração GRÁTIS e ganhe 7 dias para testar.

Fale com um especialista Orcafascio

😁 Gostou? Deixe seus comentários.