BIM TALKS responde à perguntas mais frequentes sobre o BIM.

BIM Talks

Powered by Rock Convert

Olá, este artigo tem a finalidade de explanar um assunto muito comentado ultimamente na construção civil, a “disseminação do BIM no Brasil”.

Para tratar do assunto, convidamos o senhor Alexander Justi, arquiteto e apresentador do programa BIM TALKS, para bater um papo sobre a visão geral do conceito de BIM no Brasil, e responder à algumas perguntas muito frequentes sobre esta tecnologia, que para muitos continua sendo uma realidade distante, mesmo sendo cada vez mais necessária no mercado de trabalho.

O BIM TALKS foi criado para ser um local na Web onde se tratará exclusivamente de BIM. A cada semana serão apresentados assuntos a serem debatidos ou apresentados pelos melhores especialistas em cada área. Além disso, serão apresentados especiais dos principais fabricantes de softwares nas áreas de arquitetura, estrutura e instalações prediais, e de áreas pouco mencionadas como infraestrutura, paisagismo, decoração entre outras.


Perguntas sobre BIM TALKS.

1 – O que esperar do evento BIM TALKS?


O BIM Talks é um projeto pessoal do arquiteto Alexander Justi com a finalidade de falar de BIM na internet com convidados especialistas sobre diversos assuntos onde o BIM é peça fundamental para mudança de processos de trabalho e resultados. Serão 12 semanas seguidas, na primeira fase, onde cada semana teremos um tema diferente a ser falado. O material ficará disponível no canal do Youtube do próprio Alexander Justi totalmente gratuito.

2 – O evento BIM TALKS irá tratar de todos os processos de BIM?

Sim, pretende-se passar por todos os principais processos e ferramentas BIM existentes no mercado. Com apoio de empresas como a Orçafascio e outras empresas do ramo AEC e BIM, traremos para conversas e apresentações várias novidades e assuntos importantes para o mercado brasileiro usuário de BIM.

3 – Como faço pra participar do evento?

Para participar, basta se conectar ao Instagram do Alexander Justi (#justialexander) e acessar o link do evento pela BIO do perfil.


Alexander Justi responde à algumas duvidas sobre BIM.

1 – QUAL O CENÁRIO DO BIM HOJE NO BRASIL? E O QUE PODEMOS ESPERAR PRA UMA REALIDADE DAQUI A 10 ANOS? 2- COMO ESTÁ A IMPLEMENTAÇÃO DO BIM HOJE NO BRASIL?

O BIM no Brasil está avançando a passos médios. Temos bastante movimentação do Governo Federal, alguma movimentação de governos estaduais e municipais sobre o uso e/ou obrigatoriedade do uso do BIM nesse sentido. No mercado privado, podemos encontrar uma boa quantidade de profissionais que usam ou pretendem usar o BIM em seus projetos. Na parte acadêmica, ainda encontramos faculdades onde alunos nunca escutaram falar de BIM, e nas obras, são poucas exceções de construtoras que pedem seus trabalhos em BIM e conhecem suas vantagens. Resumindo, ainda temos muito a fazer para que o BIM possa ser completamente disseminado no Brasil. Daqui a 10 anos, podemos considerar alguns passos já dados pelo Governo Federal que tiraremos vantagem, como a obrigatoriedade dos projetos em BIM em todos os seus níveis de atuação. No ponto de vista técnico, iremos descobrir novas tecnologias complementares ao BIM, e iremos em direção do CIM (City Information Modeling).

Além do Governo, ações paralelas de disseminação do BIM através de entidades como a CBIM (Câmara Brasileira de BIM), da CBIC, da AsBEA, de alguns SINDUSCONs, Grupos de trabalho de alguns CREAs e CAUs, e algumas faculdades, ajudam a espalhar a notícia e incentivar a mudança de pensamento de trabalho.

2 – COMO INICIAR NO BIM?

Inicia-se com a busca de informações em locais que ofereçam segurança, ou seja, busquem informações com quem é conhecido no mercado e já fez a implantação em outras empresas. Não busquem aventureiros de primeira viagem só porque o preço é mais baixo. A diferença de preço e valor é fundamental. Não é buscar o MENOR preço, e sim, o MELHOR preço. Não significando que seja o mais barato, mas aquele que traga mais benefícios para sua empresa.

Busque uma palestra informativa. Participe de seminários sobre BIM e veja estudos de caso. Pergunte para quem já implantou. Seus desafios e problemas enfrentados. A implantação não será nenhum mar de rosas. Varias pedras serão encontradas no meio do caminho.

Powered by Rock Convert

3 – É DIFíCIL FAZER NA MINHA EMPRESA?

Não se torna difícil se a empresa for bem orientada. Buscar ajuda de quem entende é a melhor opção para a Implantação de BIM dentro de uma empresa. Buscar soluções baratas na internet podem ser um tiro no pé. Normalmente, o barato sai caro.

Com apoio de um consultor de implantação, a empresa terá um diagnostico completo dos fluxos de trabalho, dos equipamentos, dos softwares, da rede, da equipe, dos produtos que desenvolvem e que pretendem desenvolver. Terão um planejamento organizado para criação de documentação técnica de trabalho, templates, bibliotecas, controle de qualidade, etc. Deve ser algo que a diretoria entenda e aceite para o bem da própria empresa. O investimento existe e, normalmente, não é barato. Mas valerá a pena cada centavo, pois será investido de forma correta para o retorno ser mais rápido.

4 – QUAIS SÃO AS DIMENSÕES DO BIM? E O QUE CADA UMA SIGNIFICA?

Não existe um local que tenho essas siglas definidas de forma padronizada. Cada local pode encontrar as siglas identificadas de outras maneiras. Em meu ponto de vista, temos apenas 2D e 3D como dimensões….os demais “Ds” seriam tipos de DADOS. Mas, o mercado reconhece como dimensões, então colocaremos dessa maneira.

3D – modelagem 3D do projeto, análise de interferências

4D – Planejamento de obra (animação gráfica da sequência construtiva da obra), onde o 4D é a junção do TEMPO com o 3D.

5D – Orçamento da obra (vínculo das informações do banco de dados do modelo 3D com códigos de composição de sistemas de orçamento, com a quantificação de objetos para fins de orçamento)

6D – Manutenção predial e controle de facilites.

7D – Análise de eficiência energética

8D – Segurança da obra.

5 – EM QUE DIMENSÃO A PLATAFORMA ORÇAFASCIO TRABALHA? E QUE BENEFICIOS POSSO TER COM ELA?

O Orçafascio trabalha no 5D, a partir de uma boa modelagem BIM, podemos vincular informações de códigos de composições de diversos tipos de sistema de orçamento existentes no mercado brasileiro. A partir do momento que geramos quantidades dos elementos modelados, podemos olhar para os códigos e buscar seus valores no banco de dados do Orçafascio. Dessa maneira, podemos gerar um orçamento completo a partir do modelo. Algo que era feito de forma muito artesanal, onde o ser humano é falho, gerando erros em quantitativos, e automaticamente, gerando erros nos orçamentos.


Alexander Justi (arquiteto)

Alexander Justi é graduado em Arquitetura e Urbanismo Autor de livros sobre os softwares AutoCAD e Revit, expecialista em BIM. Ministra palestras e treinamentos sobre os softwares em faculdades, empresas, órgãos públicos e em eventos AEC. Trabalha com consultoria de implantação BIM, treinamento e suporte para empresas do ramo da arquitetura e engenharia. Possui certificação de Desenvolvedor Autorizado da Autodesk, Instrutor Autorizado da Autodesk e Educador Expert da Autodesk. Diretor Executivo do Grupo AJ e responsável pela Pós-graduação Master BIM Authority. Presidente Nacional da CBIM (Câmara Brasileira de BIM). Possui 14 anos de experiência com a tecnologia BIM.


Melhore sua gestão orçamentária

O OrçaFascio é considerado por arquitetos, engenheiros e construtores como o maior e melhor software de orçamento de obras para construção civil. A plataforma congrega ferramentas imprescindíveis para o desenvolvimento de obras independente de seu tamanho ou complexidade arquitetônica.

As principais instituições pública e privadas utilizam o OrçaFascio devido à sua praticidade, com interface otimizada para a execução do orçamento 8x mais rápido. Assim, você conquista tempo e evita desperdício financeiro pela eficácia na gestão orçamentária. Experimente grátis o módulo Premium por 7 dias e comprove.

Experimente o modulo PREMIUM grátis por 7 dias